Rua Nicola Zaponi, 1481 – Parque Imperial – CEP 18606-265 – Botucatu/SP – Brasil

Palavra do Pastor

Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver. Hebreus 13:7

Meditação
“Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós” 1 João 1.8

O Senhor Jesus nos ensinou a orar em Mateus 6.12: “Perdoa-nos as nossas dívidas…”. A palavra dívidas também pode ser traduzida como pecados. E nosso Salvador Jesus quis dizer que, como Cristãos devemos pedir perdão regularmente, diariamente.

Certamente, alguns de nós diríamos: “Acho que não preciso pedir perdão diariamente. Eu já não peco mais tanto”. No entanto, lembre-se o que a Bíblia diz: “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós”, 1 Jo 1.8

Na verdade, como podemos ver, Jesus ensinou que iremos pecar. Logo, uma das coisas que podem impedir nossas orações de chegar a Deus são os pecados não confessados ao Senhor Jesus.

Portanto, acrescenta o apóstolo João no versículo 9, “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”

Conforme crescemos como Cristãos, pecamos menos em um sentido, ou seja, não fazemos as coisas que costumávamos fazer. Graças a Deus! Entretanto,, ao mesmo tempo, ficamos mais conscientes de nossa natureza pecaminosa. Aprendemos mais sobre nós mesmos quando aprendemos mais sobre Deus.

Não nos esqueçamos de que, quanto maior o santo, maior o senso e a consciência do pecado. Portanto, lembre-se de orar: “Senhor, perdoa-me os pecados, fraquezas, maus pensamentos. Inclusive, nossas omissões, pois, quantas vezes pecamos por não fazer o que, certamente, glorificaria o nome do nosso Deus”. Tiago 4.17 “Aquele, pois, que sabe fazer o bem e o não faz comete pecado”

No amor de Deus,
Pastor Ruben Oliveira Lima